Friday, March 8, 2013

Mulheres Unidas!

Sendo hoje o dia da fêmea lá terei eu, ávida defensora dos direitos das mulheres, de fazer um post sobre isso. Irrita-me as pessoas que dizem "Ah também devia haver um dia do Homem!" sendo que todas as sociedades do mundo são patriarcais, ou seja, comandadas pelo homem e com ideias que degradam as mulheres (umas mais que outras). Por isso uni-vos!!!!! Não caiam nesse pensamento machista e misoginista ...chega de slut shaming (cada mulher é livre de expressar a sua sexualidade como bem entender mesmo que o expresse dormindo com muitos homens), chega de body shaming (cada mulher é livre de fazer o que bem entender ao seu corpo!), chega de piadinhas machistas sobre sandes, chega de culpar a mulher ou como ela estava vestida quando foi violada!!! GARRRR

De seguida uma serie de imagens inspiradoras:



Dá-lhe Jenny!

6 comments:

  1. Impressionei-me sobretudo com as histórias das 2 mulheres violadas. É realmente indignante que homens que têm mães, filhas, irmãs ainda pensem que uma mulher faz por ser violada.

    ReplyDelete
  2. Sim é horrivel essa mentalidade! No entanto, pelo menos nos E.U.A., ainda há muita gente que expressa essa mentalidade estúpida...o pior é que são políticos. Como um que dizia que a mulher tinha a capacidade de "fechar" a vagina para evitar ser violada..e se não o fazia era porque estava a gostar. Arghh

    ReplyDelete
  3. Há coisas que nunca mudam... e nunca hão-de mudar enquanto os anúncios televisivos dos electrodomésticos e limpa nódoas e Fairy para a loiça tiverem uma mulher (A Lição de Salazar much?), e a publicidade a carros, desporto e bebidas alcoólicas estiverem reservadas aos homens - a menos que sejam, atenção, gajas mas todas tesudas, tipo alguma top model alta e boazuda ao volante de um carro, a jogar ténis ou a beber um Martini, ou a seduzir o gajo que o bebe - porque é este o imaginário do HOMEM, é esta a mulher que povoa o que O HOMEM idealiza.

    Eu via a novela Gabriela e constatei que muitas coisas se mantiveram desde os anos vinte, a nível de machismo e afins, apenas mais toleráveis, disfarçadas e aceites. Mulheres adúlteras, mulheres que andam com gajos casados, prostitutas, promíscuas, mulheres que se comportam mal em público ou que desobedeçam demasiado aos padrões impostos pela sociedade ou pelos homens, ainda hoje são olhadas de lado. É como aquilo que eu digo da mulher arrotar, cuspir para o chão, falar alto, dizer palavrões e beber tanto quanto um gajo... Se fosse um homem a fazê-lo, não seria tão chocante quanto uma mulher. Parece que na mulher isso já fica mal, e no homem, é como se fosse normal ou mais aceitável.

    ReplyDelete
  4. Eu sou a primeira a dizer que devia de haver um dia do homem. Do homem gaijo, não do homem no sentido geral. E sou a primeira a dizer que acho isto do dia da mulher a maior hipocrisia de sempre. Continuamos a não ter igualdade de direitos, de deveres, de expectativas. Quanto á equidade salarial não sei - só trabalhei no ensino e em call centers e aí os salários são iguais para ambos os sexos - mas quanto ás oportunidades, ahahah. Trabalhei com mulheres como chefia e cada vez que se promovia alguém elas escolhiam sempre homens. Mesmo que as mulheres que lá estavam fossem mais competentes do que eles, mais adaptadas á posição laboral em questão, mas os homens eram a primeira escolha. Feita por outras mulheres. As mulheres são as suas primeiras e piores inimigas. Mas depois postam todas no FB as frases da praxe no dia da mulher, quando passaram os 364 dias restantes a lixarem as mulheres que a seu ver lhes faziam sombra. Profissionalmente sempre vi o meu bom trabalho ser mais fácilmente reconhecido por homens do que por mulheres. E foram várias as mulheres que me disseram na cara que eu aos 30 anos já não fazia nada da minha vida - caso estivesse desempregada e solteira com essa idade. Por isso dia internacional das mulheres devia ser dia internacional das palhaças, sorry ;) enquanto como mulheres querermos ser superiores a outras mulheres e querermos deitar abaixo as outras mulheres, isto não vai lá...
    http://fashionfauxpas-mintjulep.blogspot.com

    ReplyDelete
  5. É impressionante o testemunho das mulheres violadas. É um conceito que me ultrapassa, muito pouco digno. Não sei como se sobrevive a algo assim. :-(

    ReplyDelete